Impressora 3D para alimentos: início de uma revolução?

Impressão 3D e alimentos quando e como pode ser utilizado

A ligação entre a Impressora 3D e alimentos está revolucionando a forma como a produção de alimentos vê o futuro do seu mercado. Esse tipo de impressora promete trazer a versatilidade da tecnologia ao mercado alimentício, não somente imprimindo comida mas também com produtos e equipamentos que possam trabalhar neste ramo. 

Considerada como uma revolução assim como o microondas foi a algum tempo atrás, a impressão 3D e os alimentos estão se unindo para permitir a produção de alimentos personalizáveis numa escala nunca antes vista. Além dos alimentos, os filamentos (que são materiais pastosos) e métodos que são utilizados na impressão 3D de alimentos exigem diversos cuidados específicos.

Você quer saber mais sobre o futuro da Impressora 3D para alimentos? Continue lendo nosso artigo!

Impressora 3D para alimentos: cuidados necessários 

O conceito por trás da Impressora 3D para alimentos é basicamente a mesma dos outros produtos fabricados através desta incrível tecnologia.

O principal ponto de mudança é que não existe um filamento propriamente dito como o PLA e ABS que possa ser ingerido por humanos e animais. A injeção feita a partir da manufatura aditiva é através de materiais pastosos que podem sim ser inseridos pelas pessoas e animais. 

Conforme o tipo de material pastoso utilizado, a impressora pode produzir diferentes tipos de alimentos. Existem receitas pré definidas para os ingredientes disponíveis e que podem ser configurados para mudar conforme o gosto do consumidor.  

Algumas impressoras fabricam até alimentos complexos, com os ingredientes sendo inseridos individualmente na máquina que se encarrega de todo o resto da preparação e fabricação do alimento – desde raviolis até pizza. 

Além dos cuidados com os filamentos que podem ser ingeridos por humanos, este tipo de preocupação se estende para os equipamentos que são utilizados na fabricação dos alimentos. Esses cuidados devem ser os mesmos e exigem o mesmo nível de preocupação e certificação de uma produção comum de alimentos. 

Além disso, a impressora 3d em si deve garantir a segurança e a certificação no seu uso e no que vai estar em contato com os ingredientes que irão virar o produto final – no caso o alimento. O BPA Free é um ótimo exemplo de cuidado e preocupação que deve existir em todos os equipamentos de uma impressora 3D e também numa fabricação comum de alimentos. 

O futuro da produção de alimentos 

Source Pancake GIF

Assim como a produção de alimentos e outros objetos que serão utilizados na indústria alimentícia, o futuro da comida está sendo atingido por uma grande onda de inovação e adoção de novas tecnologias. Com a junção da Impressora 3D para alimentos pode-se perceber a adoção de conceitos como produção individual e também em grande escala de alimentos. 

Esculturas comestíveis e comidas atrativas 

Um dos grandes benefícios da impressora 3D para alimentos é a capacidade de alinhar a comida e a tecnologia. Com isso, a capacidade de se fazer esculturas complexas utilizando chocolate ou outra forma pastosa começa a se tornar viável, facilitando assim o trabalho de cozinheiros. 

Além disso, a decoração de festas e recepções atinge outro patamar com a preparação de bolos, tortas e salgados feitos em modelos únicos e especiais para aquele evento determinado. Novas formas e formatos podem ser criados dando uma nova cara aos alimentos que antes dependiam de apoios e suporte. 

Menos utilização de recursos naturais 

O impacto para a produção em larga escala passa por diversos pontos importantes e a redução do uso de recursos naturais é um muito importante. Com a Impressora 3D para alimentos, a redução na utilização de insumos e das terras de plantio formam um poderoso aliado para aumentar a produtividade neste ramo da indústria. 

Além disso, com a Impressora 3D para alimentos, você só produz aquilo que vai comer, evitando sobras e alimentos estragados pelo excesso. 

Menos poluição

Os danos causados com a mão de obra, transporte, armazenamento e embalagens podem ser reduzidos drasticamente a partir da adoção e da junção da Impressora 3D para alimentos. Produzir o que a pessoa vai comer diretamente na impressora 3D acarreta em diversos benefícios quanto a diminuição da poluição e reduzir os impactos ambientais da produção tradicional. 

Alimentação mais saudável

Os alimentos produzidos diretamente com a impressão 3D também irão propicionar uma melhor escolha do que comer, com a diminuição do consumo de alimentos industrializados. Isso trará uma alimentação mais saudável e melhor para a população em geral, inclusive podendo diminuir drasticamente o consumo de conservantes. 

As altas quantidades de açúcar, sal e gordura dos alimentos industrializados seriam então reduzidos somente ao necessário e ao paladar de cada pessoa, graças a impressão 3D e seu alto nível de personalização. 

Quer saber mais sobre as diferentes áreas de atuação da impressão 3D e o futuro da indústria de alimentos quando alinhada a esta incrível tecnologia? Continue acompanhando nossas publicações. Não esqueça de deixar seu comentário abaixo, ele é muito importante para nós!

    X
    É um prazer tê-lo na 3D Fila
    Seja bem-vindo!
    WooChatIcon 0