Frete Grátis acima de R$400,00 (exceto regiões norte e nordeste)

UMA MÁQUINA QUE FAZ TUDO

Olá! Acompanhe-nos neste artigo muito especial: vamos explorar uma impressora 3D! É uma máquina que permite fazer diversos tipos de objetos. Mas como ela funciona?


A página da internet Thingiverse é uma página na qual você pode baixar projetos em 3D para imprimir na sua própria impressora. Já temos um projeto aqui para imprimir primeiro com a nossa impressora 3D. Na página do nosso projeto, tem algumas características que temos que seguir, como definição de resolução e coisas do tipo. Colocamos esses dados no software de impressão, conhecido como software de slicing, e mandamos converter. Ele vai, então, fazer um arquivo que a impressora é capaz de ler.

Essa impressora é capaz de fazer diversos tipos de peça. Por exemplo, temos aqui um dragão e, também, um crânio de dinossauro. Agora, vamos imprimir a nossa obra de arte. Temos que usar spray de cabelo, para que a peça se grude na mesa de impressão. Introduzimos o cartão de memória com o arquivo processado pelo software de impressão e damos o comando para a impressora começar o trabalho. Nosso modelo é um pequeno dinossauro articulado; ele é capaz de se dobrar lateralmente.

A impressora levará três horas para imprimir o dinossauro, enquanto a natureza precisou de milhões de anos. Portanto, estamos numa boa situação. Três horas se passam e está pronto nosso dinossauro. Precisamos, então, removê-lo da mesa de impressão, pois ele está grudado lá. Com uma chave de fenda posicionada entre a peça e a mesa de impressão e fazendo alguma força, removemos facilmente o dinossauro da impressora.

Um pouco do material que veio junto com o dinossauro é uma camada de rejeição que a impressora faz, para diminuir a probabilidade de imperfeições nas primeiras camadas da peça. Essa camada é removida da peça, e assim que a removemos, temos nosso dinossauro flexível. Note que o dinossauro já sai articulado da impressão, sem nenhum encaixe necessário. A própria impressora já o constrói desse jeito! Até aguça a curiosidade pensar quem inventou algo assim!


Muito embora o dinossauro já seja algo bastante interessante, ele é uma curiosidade, um brinquedo. Seria interessante fazermos também uma ferramenta, algo de fato útil e que possamos utilizar para resolver necessidades do cotidiano. Portanto, nossa próxima impressão será um suporte para smartphone, que possui uma empunhadura para fazer selfies e um suporte em cima capaz de segurar um microfone. O desfio aqui é que as peças são consideravelmente complexas, elas tem que ser dispostas de forma compacta na mesa de impressão, para serem impressas todas de uma só vez.

Configuramos a posição das peças e os parâmetros de impressão no software de slicing, inserimos o cartão de memória com o arquivo de impressão na impressora e mandamos imprimir. Agora, é só torcer para dar certo! São 16 horas de impressão, portanto, se algo der errado no meio do caminho, são 16 horas que teremos perdido!

Após finalizada a impressão, notamos que houve um potencial problema: algumas peças precisavam de material de suporte, os quais adicionamos, e devem ser removidos após o final da impressão. Uma das peças é um parafuso, no qual não era desejado que se imprimisse suporte. No entanto, não configuramos para eliminar o suporte nessa parte e ele foi impresso, e não sabemos se será possível remover o material de suporte do parafuso.

Mas conseguimos tirar o material de suporte, e veja nossa impressão pronta! De fato, é algo impressionante. Imprimimos um equipamento para você segurar o seu celular, montar um microfone e fazer a sua filmagem! O celular, você coloca na pinça. A abertura dessa pinça é regulável, para acomodar diferentes modelos de smartphone.

Portanto, ótimo! Nossa impressão funcionou! Mas agora temo outro objetivo: fazer a impressão de um pokemon, o Bulbassauro, composto bor baixos polígonos. Ou seja, imprimimos um brinquedo, uma ferramenta e agora vamos imprimir algo artístico. E, para testarmos a impressão de mais duas ferramentas, faremos uma cobertura para lente de câmera e um chaveiro que também pode ser utilizado como apoio para smartphone.

Colocamos esses três modelos no software de slicing, para serem impressos de uma só vez. Passadas algumas horas, a impressão está pronta e podemos verificar os resultados. A cobertura de lente encaixou-se perfeitamente à câmera para a qual a projetamos. O chaveiro também funcionou muito bem, mantendo um smartphone de pé para se assistir algo na mesa de um café, por exemplo. E, finalmente, temos nosso Bulbassauro em baixa contagem de polígonos – nossa impressão de cunho mais artístico. Lembre-se que, principalmente para impressões artísticas, é possível trocar o filamento no meio da impressão, para fazer um objeto de múltiplas cores. Não foi o que fizemos aqui, mas é uma possibilidade.

Um aviso importante, caso você queira testar uma impressora 3D: você pode acabar concluindo que precisa de uma, ao invés de concluir que vive perfeitamente bem sem ela! Acreditamos que essa será sua conclusão, portanto, confira nossos artigos para se manter atualizado e buscar inspiração para suas impressões 3D. Muito obrigado, e até o próximo!

Deixe um comentário

× Como podemos te ajudar?