Frete Grátis acima de R$400,00 - Exceto para regiões Norte e Nordeste e Impressoras 3D

logo com carretel de filamento prata pla mostrando forma incorreta de armazenar o carretel e questionamento escrito se é possível retirar nó do carretel de filamento

Ter um nó no carretel de um filamento de impressora 3D é um fato que pode acabar com o sucesso de qualquer fabricação de impressão 3D.

Caso os carretéis sejam utilizados ou armazenados de forma incorreta, o nó ou trançamento pode ocorrer independente do material do filamento e do tamanho deste carretel, podendo atrasar o projeto e causar danos à impressão 3D.

A boa notícia é que quando tomados os devidos cuidados, não haverá necessidade de temer o trabalho de desenrolar todo o carretel pelo local de impressão e enrolá-lo novamente da forma correta.

O armazenamento e atenção são os principais pontos positivos para garantir a longevidade do carretel de filamento de impressora 3D, evitando espiras trançadas ou nós. E você, quer saber mais sobre os nós do carretel de um filamento de impressora 3D e como lidar com este problema? Continue lendo nosso artigo!

O que causa o nó no carretel do filamento de impressora 3D?

Ao contrário do que muitos usuários acreditam, o nó no carretel do filamento de impressora 3D não é causado pela forma incorreta de enrolar o fio no carretel no processo de produção. É impossível enrolar o filamento de uma forma que induza o aparecimento de nós, uma vez que o fio é enrolado totalmente ao redor do carretel. Imagine, por exemplo, o bobinamento de um carretel de fio de algodão, apesar  de tamanha delicadeza e dimensões ainda mais críticas, tendo o mesmo processo de bobinamento que o de filamentos para impressão 3D, nunca tem a presença de nós.

carretel de pla prata 3dfila folgado, demonstrando uma forma armazenamento inadequada e que pode ser fonte de nós ou fios trançados - isto pode ocorrer com filamentos de diversas marcas como filamentos3dbrasil, 3dlab, 3dprocer, up3d, 3dprime, monster e muitos outros

O que realmente acontece para causar o aparecimento dos nós, é o filamento em algum momento ficar folgado, podendo acontecer tanto devido à manipulação quanto ao armazenamento incorreto feito pelo usuário.

Isso faz com que a parte folgada do filamento fique “para fora” do carretel, enrolando em outras partes ou até sobre si mesmo, movimentando-se para os lados.

Quando o filamento que passou por algum uso inadequado (mesmo desapercebido) começa a desenrolar, o trançado pode aparecer rapidamente ou à vezes demorar um pouco mais, até que a impressora puxe o filamento e ocorra o travamento. Não é possível prever quando isto vai acontecer. Sendo assim, fica difícil perceber o nó até que a impressora bloqueie a extrusão do filamento podendo assim causar o entupimento do bico, um problema muito pior de ser resolvido.

E como prevenir o aparecimento dos nós nos carretéis de um filamento de impressora 3D?

A partir da dificuldade de retirar os nós de um carretel de filamento de impressora 3D, a prevenção é a melhor forma de evitar problemas maiores na hora de fabricar um objeto a partir da manufatura aditiva, e ter a certeza de que isso não ocorra.

Quando adquirir um carretel novo de um fornecedor, é importante checar se a ponta do filamento está seguramente preso no carretel e bem tensionado.

Nossos carretéis possuem um encaixe para este filamento nas abas laterais.

carretel de filamento pla prata deitado, esta foto demonstra como o carretel não deve ser armazenado. O carretel deve ser armazenado verticalmente, independente da marca do filamento, como 3dprime, 3dprocer, 3dlab, filamentos 3d brasil, monster e muitos outros

E aqui fica um ponto de atenção: assim que cortar o filamento para o começo de uma impressão 3D, é importante segurar esta ponta de forma firme e correta, afastada do carretel e mantendo a tensão necessária enquanto alimenta a impressora 3D. A tensão é importante para evitar a folga no filamento em todo o carretel, principal causador dos nós.

Alguns suportes deixam os carretéis muito soltos, o que pode permitir que o carretel gire mais rápido do que a impressora precisa, gerando assim um espaço e folga para potenciais nós. É muito importante que o suporte de carretel não o deixe girar muito livre, confira se os rolamentos permitam o giro com uma pequena resistência.

Existem alguns recursos utilizados por outros makers que ajudam bastante nesta questão como os suportes disponibilizados gratuitamente:

suporte que mantem as espiras tensionadas e bom giro com rolamentos

suporte de carretel que evita trançamento de filamento de qualquer marca de carretel como filamento3dbrasil 3dprocer 3dprimer 3dlab monster e muitos outros

Outro ponto importante e dica para evitar o aparecimento dos nós é sempre que possível fazer o armazenamento dos carretéis na vertical, não os colocando de lado. Isso se dá ao fato de que caso surja alguma folga no carretel e ele estiver de lado, ajuda a folga entrar em contato com o filamento, causando o aparecimento de nós.

E mais uma vez, não se esqueça de fixar a ponta do filamento nos encaixes laterais das abas do carretel quando for fazer o seu armazenamento.

video em gif acelerado mostrando como lacrar e guardar o carretel de filamento corretamente

Como retirar os nós

Pode parecer que tudo está perdido quando o usuário percebe que existe algum nó no carretel do filamento de impressora 3D. Perceber que existe algum nó no carretel durante a impressão 3D pode acarretar na perda da fabricação. Algumas impressoras 3D tem recursos que permitem a possibilidade de pausa, retirada e colocação do filamento novamente. Isso facilita bastante o processo explicado abaixo.

Se não for o seu caso, para não perder a impressão atual, você também pode executar o procedimento abaixo, mas terá que fazer com muita agilidade já que não terá tempo a perder.

Esse é o melhor método quando existe filamento entre o carretel e a entrada da impressora 3D.

  1. Desmontar ou desacoplar o carretel do suporte;
  2. Mover o carretel para perto da entrada do filamento na impressora 3D, permitindo aumentar a folga para que o nó seja desfeito;
  3. Caso sua impressora não possua o recurso de pausar a impressão, a folga também ajudará a ganhar tempo, até o filamento ser puxado, assim criando um espaço suficiente para continuar alimentando a impressora 3D.
  4. Com a folga gerada, você precisa ordenar as espiras de acordo com a ordem de preenchimento do carretel. Aproveite a folga para descer filamentos de camadas mais baixas no carretel e force as camadas que estão próximas à entrada da impressora a ficarem por cima.
  5. Se a folga for grande, muitas vezes é possível retirar o filamento para fora das flanges (abas) o que facilita bastante a retirada do nó.
  6. Após a retirada dos nós, enrole novamente no carretel, mantendo a atenção para evitar que a espira do filamento se mova e fique folgado novamente.

A forma mais segura é, no entanto, parar a impressão e começar novamente. Mas isto não quer dizer que você tenha que começar a impressão desde o início. Preparamos um material que ensina como partir peças grandes. Desta forma, você continua a impressão de onde parou.

Saiba mais!

Entender todos os detalhes da impressão 3D e todos os cuidados necessários para garantir o sucesso da utilização desta tecnologia é muito importante.

Ter o conhecimento necessário para evitar os nós no filamento de impressora 3D e saber como solucioná-los pode ser o fator diferencial para a qualidade da sua impressão 3D.

Quer ter acesso a mais conteúdos relevantes sobre a impressão 3D diretamente na sua caixa de entrada? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!

2 thoughts on “É possível tirar o nó do Carretel de um filamento de Impressora 3D?

  1. Alexandre says:

    Parabéns pela iniciativa de ajudar os iniciantes na impressão 3D com esses tutoriais muito bem elaborados. Na maioria das vezes prefiro tutorial em forma de texto pois acho mais rápido ler do que assistir um vídeo, no entanto, neste assunto especificamente creio que cairia muito bem um vídeo. Mas é apenas uma sugestão. O vídeo também acabaria servindo de material de divulgação que poderia ser pulverizado nos diversos meios de informações digitais.

Deixe uma resposta