Frete Grátis acima de R$400,00 - Exceto para regiões Norte e Nordeste

Problema de sub-extrusão à vista? Entenda o que é, as causas e como resolver na sua impressora 3D!


Quem trabalha com impressoras 3D, deve estar sempre atento aos problemas que podem surgir nesse tipo de equipamento. A sub-extrusão é um deles. Basicamente, todos os indivíduos que utilizam esse recurso irão, um dia, se deparar com essa complicação.

A princípio, o cenário é simples de resolver, mas a grande dificuldade está em, justamente, identificar a sua causa — uma vez que existem várias razões e que merecem ser consideradas.

Pensando nisso, criamos este post com várias informações a respeito do assunto. Abaixo, contamos quais são elas, as suas características e os melhores caminhos para acabar de vez com a sub-extrusão. Vamos lá?

Tudo sobre a sub-extrusão

Podemos dizer que a famosa sub-extrusão é um problema que acontece quando a impressora 3D se torna incapaz de depositar a quantia adequada de material que a configuração do software deseja. 

Fato este, que pode ocasionar uma série de “espaços vazios”, camadas finas demais, assim como, lacunas não desejadas ou, inclusive, áreas em que o filamento se torna ausente.

Atenção: vale lembrar que, se a sua impressão está apresentando apenas uma camada vazia, isso não significa que há sub-extrusão. Nessas horas, é mais provável que exista uma complicação denominada “camada ignorada”.

A principais causas da sub-extrusão

Como dito, existem diversos motivos que podem levar à sub-extrusão. O ideal é conhecê-los muito bem para conseguir contornar o defeito de modo assertivo e eficiente. Veja quais são eles!

Filamento

Comece observando o filamento do equipamento. Em muitas situações, a sua configuração no software pode se apresentar diferente do tamanho do diâmetro, uma vez que ele costuma sofrer algumas variações durante a bobina.

Há ainda, casos em que o filamento fica emaranhado após ser removido da máquina. Por isso, é válido analisar se ele não está formando nós no carretel antes mesmo de iniciar a sua impressão.

Fluxo

O diâmetro do filamento está adequado, mas, ainda assim, você não conseguiu identificar a causa da sub-extrusão? Quando isso ocorre, é preciso ajustar o multiplicador — popularmente chamado de “taxa de fluxo”.

Tal configuração é extremamente relevante para o desempenho do equipamento e permite que sejam feitas modificações em relação ao número de termoplástico extrusado.

Velocidade

Em alguns momentos, utilizamos mais material do que a impressora 3D está preparada para comportar. Obviamente, essa prática também pode causar a sub-extrusão. O ideal é sempre ter um equilíbrio entre a velocidade da máquina e a sua temperatura.

Temperatura

Por falar em temperatura, esse é mais um pouco de atenção. Se os níveis estiverem muito altos ou baixos, é possível que você tenha diferentes problemas de extrusão. 

Em se tratando das temperaturas baixas demais, o material não consegue derreter como o esperado, exigindo um esforço maior do equipamento para empurrá-lo por meio do bico.

Solucionando o seu problema de sub-extrusão

Assim que identificar o que está causando a sub-extrusão, chega o momento de “colocar a mão na massa” e resolver o problema. E para ajudá-lo, separamos algumas dicas rápidas, mas bem eficientes.

Veja o filamento

Utilizando um paquímetro de até 20 pontos, tire as medidas do filamento da sua impressora 3D. Em seguida, trace qual é a medida média dos diâmetros que foram encontrados e identifique esse número no fatiador de camadas. O recomendado é que os valores do diâmetro do filamento estejam entre 1,75 mm até 2,85 mm.

Ajuste a temperatura

Se a temperatura estiver muito baixa, a melhor saída é aumentá-la em intervalos de, aproximadamente, 5º. Cuidado para não elevá-la demais. Caso contrário, você também terá problemas, como é o caso das obstruções.

Verifique o multiplicador de extrusão

Mantenha o seu multiplicador sempre regulado. Para tanto, aumente o equipamento em etapas de 5%. Por exemplo: caso a configuração seja de 100%, basta aumentá-lo para 105%. Depois, realize uma impressão como teste e analise se o resultado foi positivo.

Esperamos que essas informações tenham te ajudado a solucionar o seu problema de sub-extrusão. Permaneça de olho em todas as particularidades da máquina até que você consiga alcançar o efeito desejado.

E caso tenha gostado do post, aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais e manter os seus contatos atualizados. Até mais!

Deixe uma resposta

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Política de privacidade

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close