Configurar um fatiador da forma correta pode fazer a diferença na hora de obter uma impressão 3D bem sucedida e mesmo os usuários mais avançados as vezes tem que testar algumas configurações avançadas do fatiador 3D. Estes testes são importantes para entender de forma completa todos os impactos dos recursos de uma impressora 3D.

Para obter um controle mais detalhado sobre como a impressão 3D é exibida, configurar o fatiador da forma correta pode salvar um projeto levando-o para o próximo nível de qualidade. As 10 configurações avançadas do fatiador são uma ótima forma de manter o alto padrão dos projetos de impressão 3D.

Continue acompanhando a nossa publicação e saiba mais sobre as 10 dicas de configurações para o seu fatiador!

As configurações avançadas do fatiador

Algumas das configurações que podem salvar uma impressão 3D começam durante a extrusão dos filamentos e um dos problemas mais comuns são quando os filamentos saem de forma fibrosa, há exsudação ou falta de filamento sendo extrudado. Todos estes problemas podem ser controlados nos ajustes da extrusora.

Configurações avançadas do fatiador #1 – Multiplicador de Extrusão

configurações avançadas do fatiador

Esta configuração permite que você controle quanto de filamento sai do bocal e consiga ser capaz de realizar pequenos ajustes no fluxo da extrusão, de acordo com o filamento que se está utilizando. Esses ajustes devem ser feitos com cautela, sempre de 0,05 (ou 5%) e deve ser feito em conjunto com a temperatura de extrusão para garantir o derretimento adequado do filamento.

Configurações avançadas do fatiador #2 – Distância de retração

Este tipo de erro acontece quando o filamento é extrudado e arrastado enquanto o bico extrusor viaja de um ponto para o outro, deixando alguns fiapos extras que se parecem com teias de aranha entre as partes do modelo. Uma das causas para este tipo de erro é a configuração de retração incorreta – por isso que é importante configurar corretamente a distância de retração do bico de extrusor.

Configurações avançadas do fatiador #3 – Velocidade de retração

Esta configuração permite o controle da velocidade com que o filamento é retirado do bico extrusor e a velocidade mais eficiente depende do tipo de filamento que você está usando. Uma velocidade muito lenta pode fazer com que a cabeça de impressão se mova antes do filamento terminar de sair e uma velocidade muito alta pode causar problemas na engrenagem da impressora 3D. Esta configuração é importante e deve ser de acordo com o gerenciamento da impressora 3D, sem que o mecanismo de transmissão triture o filamento.

Configurações avançadas do fatiador #4 – Arredores da impressão 3D

Quando a retração do filamento começa, pode existir algum filamento remanescente na extremidade quente que possa vazar e criar alguns defeitos nas extremidades do objeto impresso 3D. Esta configuração informa a extrusora para parar de imprimir a uma distância especificada antes de qualquer movimento sem realizar o processo de impressão 3D. Este parâmetro também pode ser encontrado como “coasting distance”.

Configurações avançadas do fatiador #5 – Altura da primeira camada

A primeira camada pode ser um dos fatores determinantes para uma impressão 3D bem sucedida e esta configuração pode fazer com que seja exercida uma pressão extra, calor e área de superfície adequada para que a primeira camada de impressão 3D fique grudada na mesa. Deve-se entender e alterar corretamente para que o resultado seja satisfatório.

Configurações avançadas do fatiador #6 – Velocidade de impressão da primeira camada

É comum e ideal ter uma velocidade de impressão da primeira camada menor do que a velocidade das demais camadas para assegurar que o filamento fique mais tempo na mesa de impressão. Esta configuração em si pode ser considerara como simples de ser implementada e ideal para manter a qualidade do processo de impressão 3D.

Configurações avançadas do fatiadoro #7 – O padrão de preenchimento interno e externo

A resistência mecânica do objeto impresso 3D irá variar conforme o tipo de preenchimento interno escolhido – para objetos mais fortes, deve-se variar e escolher dentre os tipos disponíveis para a peça. O preenchimento externo afeta a aparência estética da peça desejada, impactando o design como um todo do objeto impresso 3D e também pode variar conforme alguns tipos.

Configurações avançadas do fatiador #8 – A temperatura da extrusora

Esta configuração deve variar conforme o filamento que se está utilizando e pode afetar drasticamente a qualidade da sua impressão 3D. Existem algumas orientações gerais que deve-se seguir, mas cada impressora 3D e cada material utilizado são diferentes – portanto deve-se começar com as temperaturas recomendadas e depois realizar alguns ajustes finos afim de obter sempre o melhor resultado. Alguns softwares fatiadores inclusive permitem que se configure temperaturas diferentes para as diferentes camadas da peça.

Configurações avançadas do fatiador #9 – Temperatura da mesa de impressão 3D aquecida

As mesas de impressão 3D aquecidas podem ter um impacto enorme na qualidade da sua impressão 3D, principalmente quando o filamento aquecido a mais de 200ºC na hora da extrusão encontra a superfície mais fria da mesa de impressão 3D, podendo causar problemas como o empenamento da peça. A utilização de uma mesa de impressão 3D aquecida ajuda a evitar este tipo de problema mantendo a temperatura controlada e um resfriamento mais uniforme.

Configurações avançadas do fatiador #10 – Velocidade dos ventiladores de resfriamento

Para ajudar a evitar o superaquecimento da peça, os ventiladores de resfriamento são uma ótima configuração adicional na impressora 3D. Deve-se tomar cuidado ao utilizar nas primeiras camadas de impressão para evitar o empenamento ou a adesão a cama de impressão 3D – o software fatiador permite que os ventiladores sejam desligados nas primeiras camadas e ligados nas últimas camadas.

Bônus!

Certifique-se de que a ventoinha que ventila o dissipador da extrusora da sua impressora esteja em bom estado! Como se trata de uma peça mecânica, ela pode não estar girando na velocidade recomendada e pode ser necessário ter que lubrificá-la ou fazer sua troca. A refrigeração desta região é muito importante, principalmente quando você trabalha com a impressão de PLA.

Saiba mais!

Entender as configurações necessárias para obter sempre os melhores resultados na impressão 3D e os impactos destas configurações para os objetos impressos permite atingir os melhores níveis de qualidade. Continue acompanhando as nossas publicações e fique por dentro das melhores dicas e informações para a sua impressão 3D!

Leia também: Como calibrar uma impressora 3d de maneira simples

Aspectos positivos e negativos da Impressão 3D

Os 7 melhores apps de scanner 3d para 2019